sábado, 9 de junho de 2018

O dia dos Namorados está chegando. Você está só? E agora?



Não sei se isso acontece com você, mas tem muita gente que fica mal se chegar o dia dos namorados e estiver sozinha. Se esse é o seu caso, não espere até esse dia chegar pra fazer alguma coisa a seu favor!

Afinal, se você não cuidar de si, quem melhor vai cuidar? A ideia é que você se dê conta de quais são os pensamentos e as crenças que arrebatam o seu coração e acabam com a sua alegria quando chega o momento em que algumas pessoas vão comemorar seus relacionamentos.
motivos para namorar novo relacionamentoProvavelmente, pensamentos do tipo “o que essas pessoas têm que eu não tenho?”, “quando será que conseguirei ser feliz no amor”, “acho que sou uma frigideira sem tampa”, “tenho dedo podre pra relacionamentos” atolam sua mente e seu coração de insegurança e solidão. Além disso, servem para minar a autoestima que você tanto tenta manter.
Talvez seja esse o principal problema! Você perdeu a fé em si mesmo e talvez até nos relacionamentos felizes e que valem a pena. E isso não ajuda em nada. Pelo contrário, faz com que você não enxergue algumas outras possibilidades de se sentir feliz e realizada com quem você é, estamos só ou namorando.
Quer saber? Só é feliz mesmo, feliz de um jeito maduro, do tipo que sabe que todo estado civil tem seus prós e seus contras, quem sabe apreciar cada um deles. Ou seja, pra ser feliz namorando, você precisa aprender a ser feliz solteiro. Pra ser feliz solteiro, você precisa aprender a ser feliz namorando.
Enquanto insistir em afirmar que “a grama do vizinho é mais verde que a sua”, vai amargar frustrações recorrentes e essa sensação sórdida de não ser capaz, de não ser competente nem para sustentar um relacionamento.
Está só? Então tire proveito disso!!! Pare de se lamentar e apostar que só existe alegria e prazer quando você está comprometido. Isso não é verdade! Claro que é muito bom estar com quem a gente ama. Mas tem muita gente que não ama ninguém e, mesmo assim, continua desperdiçando vida e alegria!
Para com isso e comece agora a programar o melhor dia dos namorados da sua vida! Porque quem não tem namorado, seu namorado é! Então, faça por si o que gostaria que um grande amor lhe fizesse: mime-se com algo que lhe dê muito prazer!
Invente um jantar com seus amigos mais queridos, talvez até os que estejam em casais e topem uma noite mais animada. Ou saia pra jantar com uma amiga que também está solteira. Pode ainda se reservar um spa day ou se comprar um presente bem especial.
Pode ficar em casa assistindo seu filme preferido, de preferência comédia, e se lembrar do quanto é bom ter sua privacidade e seu cantinho. Pode também viajar até a praia mais próxima e tomar um banho de mar pra renovar as energias…
Olha, eu não sei o que você vai fazer, mas posso te garantir que já passei bons anos solteira e sem namorado nesta data. E já fiz de tudo. Saí com amigos, fiquei sozinha, me diverti com algum paquera, enfim. E quanto mais o tempo passou, e especialmente hoje que sou casada, fico feliz ao me lembrar de que era muito feliz solteira!
Cada tempo é um tempo. E se você aprender a viver este momento acreditando que quanto mais inteiro e mais entregue estiver, mais sua vida fluirá para a melhor história possível, então o dia dos namorados será mais uma oportunidade incrível de ser feliz solteiro para ser ainda mais feliz quando for casado.
Fonte: http://www.seapega.com.br
Share:

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Namoro, tempo de conhecer e de escolher!

Resultado de imagem para nao fique em duvida conhecer alguemQuando você vai comprar um sapato ou um vestido, não leva para casa o primeiro que experimenta, é claro. Você escolhe, escolhe… até gostar da cor, do modelo, do preço, e servir bem nos seus pés ou no seu corpo.
Se você escolhe com tanto cuidado um simples sapato, uma calça, quanto mais cuidado você precisa ter ao escolher a pessoa que deve viver ao seu lado para sempre! Talvez você possa um dia mudar de casa, mudar de profissão, mudar de cidade, mas não poderá trocar de esposa ou de marido. É claro que você não vai escolher a futura esposa, ou o futuro marido, como se escolhe um sapato. Já dizia o poeta que ´com gente é diferente´. Mas, no fundo será também uma criteriosa escolha. Se você quiser levar para casa o primeiro par de sapatos que você calçou, só porque o preço é bom, pode ser que você se arrependa depois quando perceber que não era de couro legítimo, mas sintético.
Se você escolher namorar aquela garota, só porque ela é ´fácil´, pode ser que você chore depois se ela o deixar por outro, fazendo o seu coração sangrar. Se você decidir levar aquele par de sapatos, só porque é bonito e está na moda, mesmo que aperte um pouco os seus pés, pode ser que depois você volte do baile com ele nas mãos porque não o agüenta mais nos pés. Se você escolher aquele rapaz só porque ele é um ´gato´, pode ser que amanhã ele faça você chorar quando se cansar de você.
O namoro é este belo tempo de saudável relacionamento entre os jovens, onde, conhecendo-se mutuamente, eles vão se descobrindo e fazendo ´a grande escolha´. Já ouvi alguém dizer, erradamente, que ´o casamento é um tiro no escuro´ ; isto é, não se sabe onde vai acertar; não se sabe se vai dar certo. Isto acontece quando não há preparação para a união definitiva, quando não se leva a sério o amor pelo outro. A preparação para o seu casamento começa no namoro, quando você conhece o outro e verifica se há afinidade dele com você e com os seus valores. O casamento só é um ´tiro no escuro´, para aqueles que se casaram sem se conhecer, porque, então, namoraram mal. Se o seu namoro for sério, seu casamento não será um tiro no escuro, e nem uma roleta da sorte. O seu casamento vai começar num namoro. É claro que a primeira exigência tem que ser a reta intenção sua e do outro, mesmo que ninguém esteja pensando ainda em noivado. Não brinque com o namoro, não faça dele apenas um ‘passa tempo’, ou uma ´gostosa´ aventura; você estaria brincando com a sua vida e com a vida do outro. Só comece a namorar quando você souber porque vai namorar.
Mais importante do que a idade para começar a namorar, 15 anos, 17 anos, 22 anos, é a sua maturidade. A idade em que você deve começar a namorar é aquela na qual você já pensa no casamento, com seriedade, mesmo que ele esteja ainda longe. Para que você possa fazer bem uma escolha, é preciso que saiba antes o que você quer. Sem isto a escolha fica difícil. Não é verdade que quando você sai para comprar um sapato, já sabe qual é a cor que prefere, o modelo e o preço adequado ao seu bolso? Que tipo de rapaz você quer? Que qualidades a sua namorada deve ter? O que você espera dele ou dela? Esta premissa é fundamental.
Se você não sabe o que quer, acaba levando qualquer um … só porque caiu na sua frente. Os valores do seu namorado devem ser os mesmos valores seus, senão, não haverá encontro de almas. Se você é religiosa e quer viver segundo a Lei de Deus, como namorar um rapaz que não quer nada disso? É preciso ser coerente com você. Não basta que o sapato seja bonito, tem que servir nos seus pés. Se você tem uma boa família, seus pais se amam, seus irmãos estão juntos, então será difícil construir a vida com alguém que não tem um lar e não dá importância para o valor da família.
Quem não experimentou o calor de um lar não sabe dar valor para a família. Será difícil construir uma família junto com alguém que não entende a sua importância. As leis de Deus e da Igreja são exigentes e determinam o nosso comportamento. Será impossível vive-las se o outro não os aceita. Tenho encontrado muitos casais de namorados e de casados que vivem uma dicotomia nas suas vidas religiosas; e isto é motivo de desentendimento entre eles. Há jovens que pensam assim: ´eu sou religiosa e ele não; mas, com o tempo eu o levo para Deus´. Isto não é impossível; e tenho visto acontecer muitas vezes. No entanto, não é fácil. E a conversão da pessoa não basta que seja aparente e superficial; há que ser profunda, para que possa satisfazer os seus anseios religiosos. Não se esqueça que a religião é um fator determinante na educação dos filhos, para aqueles que a prezam.
Não tenho dúvida de dizer a você que não renuncie aos seus valores na escolha do outro. Se é lícito você tentar adequar´se às exigências do outro, por outro lado, não é lícito você matar os seus valores essenciais para não perde-lo. Não sacrifique o que você é, para conquistar alguém. Há coisas secundárias dos quais podemos abdicar, sem comprometer a estrutura básica da vida, mas há valores essenciais que não podem ser sacrificados. Você poderá aceitar uma vida mais simples e mais pobre do que aquela que você tinha na sua família, ou poderá viver numa outra cidade que não é a que você gostaria, etc. São preferências periféricas, que são superadas pelo amor que o outro dedica a você. Mas aquilo que é essencial, não pode ser abdicado. Já vi muitas moças cristãs aceitarem um namoro com alguém divorciado, por medo de ficarem sós.
É melhor ficar só, do que violar a Lei de Deus; pois ninguém pode ser plenamente feliz se não cumpre a vontade d’Aquele que nos criou. Portanto, saiba o que você quer, e saiba conquista-lo sem se render. Não se faça de cego, nem de surdo, e nem de desentendido. Para que você possa chegar um dia ao altar, você terá que escolher a pessoa amada; e, para isto é fundamental conhece-la. O namoro é o tempo de conhecer o outro. Mais por dentro do que por fora. E para conhecer o outro é preciso que ele ´se revele´, se mostre. A recíproca é verdadeira. Saiba que cada um de vocês é um mistério, desconhecido para o outro. E o namoro é o tempo de revelar (= tirar o véu) esse mistério. Cada um veio de uma família diferente, recebeu valores próprios dos pais, foi educado de maneira diferente e viveu experiências próprias, cultivando hábitos e valores distintos. Tudo isto vai ter que ser posto em comum, reciprocamente, para que cada um conheça a ´história ´ do outro.
Há que revelar o mistério! Se você não se revelar, ele não vai conhece-la, pois este mistério que é você, é como uma caixa bem fechada e que só tem chave por dentro. É a sua intimidade que vai ser mostrada ao outro, nos limites e na proporção que o relacionamento for aumentando e se firmando. É claro que você não vai mostrar ao seu namorado, no primeiro dia de namoro, todos os seus defeitos. Isto será feito devagar, na medida que o amor entre ambos se fortalecer. Mas há algo muito importante nesta revelação própria de cada um ao outro: é a verdade e a autenticidade. Seja autêntico, e não minta. Seja aquilo que você é, sem disfarces e fingimentos mostre ao outro, lentamente, a sua realidade. Não faça jamais como aquele rapaz que, querendo conquistar uma bela garota, garantiu-lhe que o pai tinha um belo carro importado…; mas quando ela foi conferir havia só um velho fusca na garagem. A mentira destrói tudo, e principalmente o relacionamento. Mas para que você faça uma boa comunicação de você mesmo é preciso que tenha autocrítica e auto aceitação. Só depois é que você pode se revelar claramente. É preciso coragem para fazer esta auto análise e se conhecer, para se revelar. Não tenha vergonha da sua realidade, dos seus pais, da sua casa, dos seus irmãos, etc. Se o outro não aceitar a sua realidade, e deixa-lo por causa dela, fique tranquilo, esta pessoa não era para você, não o amava. Uma qualidade essencial do verdadeiro amor é aceitar a realidade do outro. O amor pelo outro cresce na medida que você o conhece melhor. Não se ama alguém que não se conhece.
Não fique cego diante do outro por causa do brilho da sua beleza, da sua posição social ou do seu dinheiro. Isto impediria você de conhece-lo interiormente e verdadeiramente. Lembre-se de uma coisa, aquilo que dizia Saint Exupéry: ´o importante é invisível aos olhos´. ´Só se vê bem com o coração´. São Paulo nos lembra que o que é material é terreno e passageiro, mas o que é espiritual é eterno. Tudo o que você vê e toca pode ser destruído pelo tempo, mas o que é invisível aos olhos está apegado ao ser da pessoa e nada pode destruir. Esse é o seu verdadeiro valor. O carro que ele tem hoje, amanhã pode não ter mais. A beleza do corpo dela hoje, amanhã não existirá mais quando o tempo passar, os filhos crescerem…
Mas aquilo que está no ´ser´ dele ou dela, ficará sempre, e é isto que dará estabilidade ao casamento e garantirá a felicidade duradoura de você, da família e dos filhos. Portanto, conheça a ´história´ e o ´coração´ da pessoa que está hoje ao seu lado. Quem ele é? Logo que a criança entra na escola e aprende a ler, já começa a estudar a história do Brasil. É para que ela conheça o Brasil; e conhecendo-o, compreenda´o, ame´o, ajude´o… O mesmo se dá entre as pessoas.
Quando você mergulha na história do outro, conhece os seus dramas e os fatos que a determinaram, então você o compreende melhor e tem mais motivações para compreende-lo, tem mais paciência para ouvi-lo, perdoa-lo e ajuda-lo. Aí está o segredo de um relacionamento profundo e que propicia um conhecimento interior adequado de ambas as partes. E aqui você percebe porque é importante que o relacionamento seja maduro; cada um vai expor ao outro o seu coração, as suas reservas mais secretas. É por isso que o namoro não pode ser uma brincadeira sem qualquer responsabilidade. Você precisa saber guardar as confidências do outro, mesmo amanhã se o namoro terminar. Há coisas que temos de ter a grandeza de levar para o túmulo conosco, sem revelar a ninguém. Quando alguém abre-lhe o coração está depositando toda a confiança em você, e espera não ser traído.
Portanto, cuidado com o que você conta a terceiros sobre o seu namoro; nem tudo poderá ser contado aos outros. Você não gostaria que ele revelasse aos outros as sua confidências, então não revele as confidências dele. Jesus nos manda não fazer aos outros aquilo que não queremos que seja feito conosco. É uma regra de ouro. Quando conhecemos o interior de uma caverna vemos coisas belas, mas outras assustadoras.
Há belos lagos escondidos, com águas cristalinas, e formações calcáreas bonitas; mas há também cantos escuros com morcegos e outros bichos. Nem por isso a caverna deixa de ser atraente e rica. Da mesma forma a pessoa que está a seu lado. No seu interior há belas passagens, mas pode haver também recantos escuros. Saiba valorizar o que há de belo no interior da pessoa, antes de deter-se nos seus pontos escuros. Saiba ver no outro, primeiro o que ele tem de bom, e só depois encare o seu lado difícil. Saiba elogiar e fazer crescer o que há de bom, e cure com carinho as feridas que precisam ser tratadas. Isto mostra-nos que não há o chamado ´amor a primeira vista´. O amor não é um ato de um momento, mas se constrói ´a cada momento´.
Não se pode conhecer uma pessoa ´à primeira vista´, é preciso todo um relacionamento. Só o tempo poderá mostrar se um namoro deve continuar ou terminar, quando cada um poderá conhecer o interior do outro, e então, puder avaliar se há nele as exigências fundamentais que você fixou. Um indício de que o relacionamento começou bem é a ausência de brigas e desentendimentos, por pequenas coisas sobretudo. Se nesta fase feliz do namoro, onde as preocupações de cada um são poucas, já existem muitas brigas, creio que isto seja um sinal de que a coisa não vai bem. Não há que se ter escrúpulos para terminar um namoro; basta que haja sinceridade e delicadeza para que o seu término não deixe feridas em cada um.
Eis aqui uma questão importante; você não pode criar uma esperança vazia no outro, levá´lo às alturas nos seus sonhos, e depois, de repente, jogar tudo no chão. Seria uma covardia! Não brinque com os sentimentos e com a vida do outro, da mesma forma que você não quer que faça assim com a sua. Não alimente no outro esperança falsa. É válido tentar prolongar um pouco aquele namoro difícil, para tentar ainda um discernimento melhor; mas você não deve iludir o outro nem um dia a mais, se chegou à conclusão que não é com esta pessoa que você vai poder construir uma vida a dois. É melhor ter a coragem de terminar hoje um namoro que não vai bem, do que chorar amanhã por ter perdido o tempo em um relacionamento infrutuoso. O tempo de namoro é também o tempo de conhecer a família do outro. Conhecer a família é imprescindível para você conhecer a história da pessoa, já que ela é seu fruto.
Em todas as famílias há valores próprios, denominadores comuns, frutos da cultura familiar e da educação, isto que o povo chama de ´berço´. Ali você encontrará valores e desvalores; e saiba que o seu namorado vai traze-los para o relacionamento com você. Isto é certo. Portanto, para conhecer bem e poder escolher bem, você terá que olhar ´de olhos abertos´ a realidade familiar do outro que se põe diante de você; não para discriminar, mas para conhecer. É um grave engano pensar que você vai namorar, e quem sabe casar-se com ele ou com ela, e não com a sua família; e que portanto, a sua família não importa.
A voz do sangue fala muito forte em todos nós; e, se não soubermos lidar com ela, muitos estragos podem acontecer. Não se assuste com aquilo que você não gostar na família dele; aceite a sua realidade, e não a condene. Saiba discernir com sabedoria e coragem se nesta realidade que você encontrou há aqueles valores mínimos que você já fixou para a sua vida. Não feche os olhos para a realidade da família do outro, para que você possa conhece-lo. Saiba que nunca você vai encontrar uma família ideal, mas procure conhece-la, para conhecer quem está com você. Conhecendo a família dele você vai conhecer muito daquilo que está no seu interior.
Toda família tem uma série de valores e também de problemas. Você terá que avaliar também isto para chegar ao discernimento sobre o seu namoro. Não se trata de ´julgar´ a família do outro, e muito menos de menospreza-la; mas você tem o direito de construir a sua vida e a sua família sobre valores que lhe são caros. É verdade que mesmo de famílias complicadas, e às vezes até destruídas, podem sair belas criaturas, mas saiba que isto não é a regra geral. O normal é que as pessoas bem formadas estejam nas famílias que se prezam. Tudo isto é importante para que o seu casamento, no futuro, não seja ´um tiro no escuro´.
O importante é ter os olhos abertos e não se fazer de cego. O coração não pode cegar o espírito. Não deixe de ouvir a opinião de seus pais. Muitos namoros e casamentos foram mal porque os jovens não quiseram ouvir os pais.
Eles são experientes, e amam você, de verdade. Não se faça de surdo às suas advertências. Eles conhecem os perigos da vida muito melhor do que você.
Fonte: formacao.cancaonova.com/diversos/namoro-tempo-de-conhecer
Share:

9 truques psicológicos para impressionar alguém que você acabou de conhecer

  (Foto: Guian Bolisay / flickr / creative commons)Alguns especialistas acreditam que a maior parte do seu sucesso não vem só através de seus conhecimentos, mas sim de seus contatos. E sabendo da máxima “a primeira impressão é a que fica”, coletamos algumas dicas de como impressionar rapidamente pessoas que você acabou de conhecer. Elas podem ser extremamente úteis em uma entrevista de emprego ou em um primeiro encontro:
1. Não se intimide
Os primeiros segundos de um primeiro encontro são marcados por reações instintivas - muita gente entra em um modo apelidado de 'luta ou fuga' ou 'fica na defensiva'. Mas são nestes primeiros momentos que fazemos avaliações imediatas inconscientes da outra pessoa (afinal, também estamos na defensiva) e elas variam de acordo com a segurança que sentimos. Esteja consciente de seus sinais e certifique-se de não parecer assustador ou assustado.
2. Respeite os limites
Preste atenção no espaço pessoal e respeite os limites dos outros. Em caso de dúvida, siga as pistas que a outra pessoa der: se ela se inclinar, você se inclina, e assim sucessivamente. Lembre-se que os conceitos de espaço pessoal variam de acordo com cada pessoa.
3. Cumpra as expectativas
Você já conheceu alguém pela internet e, quando finalmente encontrou a pessoa, ficou completamente decepcionado? Em época de Tinder essa situação é extremamente comum. E, às vezes, a pessoa pode até ser bacana - mas é tão diferente do que deixou passar por mensagens que a decepção é inevitável. Evite causar o mesmo tipo de sensação deixando clara, desde o primeiro contato, qual é a sua personalidade e seguindo com ela no primeiro encontro. Ou no caso de uma entrevista de trabalho, não invente uma persona que não condiz com você: são poucas as pessoas que conseguem interpretar papéis com sucesso em situações como essa e as chances de que os entrevistadores percebam que você está sendo falso são grandes.
4. Seja positivo
Sorrir, manter contato visual... tudo isso parece óbvio. Mas, garantimos, funciona. Na hora de explicar situações ou contar histórias, mostre bons sentimentos como gratidão em vez de ressaltar como você ficou frustrado/irritado. Crie imagens positivas - e elas serão associadas com você.
5. Gerencie seu humor
As pessoas são atraídas pelo humor, entusiasmo e confiança mais do que raiva, arrogância e impaciência, isso é óbvio. Mas você sabia que, ao projetar a positividade da qual falamos no tópico anterior, você consegue alterar o próprio humor? Digamos que você esteja nervoso e tente projetar calma - ao fazer isso, são grandes as chances de que seu coração desacelere e que você consiga se manter mais relaxado.
6. Esteja em sintonia
Certifique-se de que suas palavras, tom de voz e linguagem corporal estão todos dizendo a mesma coisa. Não adianta sorrir e se mostrar um cara calmo se a sua perna está tremendo sob a mesa. Mensagens misturadas podem confundir e fazer você perder a credibilidade.
7. Seja curioso
Dê abertura para a outra pessoa falar também, se mostre curioso e faça perguntas. Esteja interessado: as pessoas gostam de se sentir importantes. E, convenhamos, em uma entrevista de emprego ou em um encontro, uma conversa é muito mais agradável do que uma sessão de perguntas e respostas.
8. Pense sobre você
Ok, não estamos dizendo pra você ter um texto decorado. "Meu nome é fulano, tenho X anos, trabalho com Y...", mas ter alguns tópicos importantes sobre a sua vida memorizados pode ser um diferencial naquele primeiro momento constrangedor do encontro/entrevista. Fale sobre o que você está fazendo da sua vida, o significado que isso tem para você e a diferença que aquele encontro/entrevista pode fazer. De novo, não de forma ensaiada. Pense nisso não como um discurso de vendas (no qual o produto é você), mas como uma mini-apresentação envolvente.
9. Faça valer a pena
Trate cada contato que você faz como se fosse a coisa mais importante que você já fez - mesmo um encontro que não deu lá muito certo. Ok, ele não vai render em um namoro - mas educação nunca é demais. Vai que você encontra essa pessoa na próxima empresa em que for trabalhar?
Fonte:  revistagalileu.globo.com
Share:

sábado, 14 de abril de 2018

O QUE SIGNIFICA SONHAR COM DETETIVE.

Detetive:
Resultado de imagem para sonhar com detetive
Significado Sonhar com Detetive. Se você era um detetive em sonho, sua vida irá mudar, porque haverá grande melhora financeira. Quem contrata um detetive em sonho, deve saber que muito brevemente conhecerá a solução de um problema. Ser seguido por um detetive, sinal de vida afetiva agitada. Se você viu ou falou com um detetive, saiba que poderá contar com a ajuda de amigo leal. Quando quem sonha vê um detetive morto, bom presságio, você conseguirá se livrar de um grave acidente. 
Fonte: www.sonhos.com.br
Share:

terça-feira, 3 de abril de 2018

COMO ENLOUQUECER UM HOMEM NA CAMA

Diversas mulheres acabam os relacionamentos devido à rotina afastando um pouco o casal, sonham em fazer com que ele permaneça apaixonado, independente da quantidade de tempo que os dois estejam juntos. E, sem dúvidas, fazer com que esse homem seja louco por você, é uma forma de mantê-lo perto sempre. Mas afinal, como enlouquecer um homem? Essa resposta terá uma variação de acordo com as formas escolhidas para tal, uma vez que, os métodos possíveis são variados.
como enlouquecer um homem rapido

Como enlouquecer um homem com palavras

As palavras são, sem dúvidas, um meio de enlouquecer o homem em questão. Isso porque, de acordo com quais são utilizadas, assim como com a entonação com que são ditas, o contexto muda completamente. Para quem se pergunta: como enlouquecer um homem com palavras, basta lembrar-se de momentos a dois e no quanto uma palavra pode apimentar ainda mais a situação.
Normalmente, quando ditas no aumentativo, fazem com que auxilie mais assim enlouquecer o público masculino. Mas essas palavras devem ser usadas apenas no momento sexual? De forma alguma, homens ficam enlouquecidos ao serem surpreendidos em momentos que jamais imaginariam ouvir determinada frase, situação ou ideia.

Como enlouquecer um homem na cama

Quando o assunto se trata de como enlouquecer um homem na cama, a realidade também acaba mudando totalmente.  Isso porque, quanto mais o casal se conhece, mais chances de isso realmente acontecer. Porém, apesar de esse conhecer ser extremamente positivo, ele permite que o relacionamento normalmente acabe caindo na rotina, o que, quando acontece, prejudica instantaneamente na vida sexual do casal.
Utilizar roupas íntimas chamativas e de cores específicas da preferência do parceiro, são um ponto fundamental, uma vez que, o homem fica enlouquecido quando olha sua mulher vestida dessa forma. O sexo oral também é uma forma de agradar o companheiro, principalmente quando ele não é feito com tanta frequência, assim levando à valorização do ato.
As famosas fantasias são, sem dúvida, tradicionais e enlouquecedoras. Ainda mais quando pensadas e usufruídas da forma com que o homem sonha. Nesse quesito, a criatividade acaba sendo a peça chave para que o momento seja especial. Mas, nesse caso, é importante entender que a mulher precisa se soltar e tentar ao máximo “entrar na personagem”, uma vez que, o momento pede esse envolvimento fantasioso.
Não permitir que ele penetre completamente já de cara, ajuda a fazer toda a diferença também, uma vez que ele ficará com muito mais vontade de ir adiante e assim, acabará ficando com a ideia de que, naquele momento, a relação sexual terá pequenas regras, que serão ditadas pela mulher.

Como enlouquecer um homem nas preliminares

A primeira coisa a ser levada em conta nas preliminares é que, se foi escolhido fazê-las, alguns “não me toques” devem ser deixados de lado. Até porque, essa é a parte que pode ser mais marcante para o casal, porém, também pode não ser nem lembrada, se não for bem feita. Além disso, antes de saber como enlouquecer um homem nas preliminares, é preciso entender que o seu parceiro não resistirá a uma mulher disposta a agradá-lo no sentido sexual.
Lembre também que o lugar pouco importa se o momento for bom. Evite se esquivar só porque naquele momento vocês estão no carro, por exemplo. Algumas mulheres preservam apenas lugares específicos, como o próprio quarto, por exemplo, mas lugares inusitados agradam e enlouquecem qualquer parceiro.
As conversas frequentes sobre preferências de ambos também alteram completamente qualquer realidade, uma vez que o parceiro que conhece o outro conseguirá com muito mais facilidade, agradá-lo. A falta de diálogo sobre a hora H só demonstra o quanto o casal não está disposto a agradar um ao outro. Até porque, ninguém necessariamente necessita ser adivinha e saber exatamente o que o outro deseja, principalmente no início do envolvimento.
Outro ponto fundamental é a mulher saber exatamente o que mexe mais com o seu parceiro com relação ao seu corpo e utilizar dessa parte para envolvê-lo. Isso porque, a mulher que conhece seu corpo, sabe exatamente como utilizá-lo e qual o momento certo para isso. A preliminar também exige paciência. Isso porque, querer fazê-la em cinco minutos, só prejudicará a sua prática e não fará dela um momento único. É preciso entender, que toda a relação dependerá desse início, por isso a ele devem ser dedicados o tempo que for preciso.
Brinquedos nunca antes usados ou posições sempre pedidas e nunca aceitas deixam os homens loucos. Isso porque, na cabeça deles, a novidade no sexo modifica qualquer resultado tradicional. E isso de forma ainda mais eficaz quando as ideias são dadas pela parceira, ou ainda, nem citadas, apenas expostas na hora H.

Como enlouquecer um homem casado

O homem casado, automaticamente tem algumas características que precisam ser levadas em conta. Uma delas se encontra na ideia de que, a mulher que procurar enlouquecê-lo não poderá ter, por exemplo, ataques de ciúmes, uma vez que, se sujeitou a ser a “outra”. Isso é bom? Nesse ponto sim, uma vez que ele não será cobrado igual acontece em seu casamento e isso fará com que ele queira realmente ter essa outra pessoa.
Aproveitar o tempo com ele ao máximo, esquecendo qualquer problema, é outro ponto fundamental. Ele lembrará você como uma pessoa que só lhe traz a parte boa da vida e jamais a ruim. Estar sempre bem arrumada é mais uma coisa que, possivelmente ele não encontrará na mulher, que provavelmente tem casa e filhos para cuidar. E, homem não resiste a mulheres arrumadas.

Como seduzir um homem

A sedução, nada mais é do que um das partes mais importantes do ato sexual em si. E isso, porque quando o homem está seduzido, ele se entrega e passa a estar nas mãos da mulher. A mulher, então, passa a conseguir tudo aquilo que ela deseja, sem precisar se preocupar com mais nada, nem na cama, nem fora dela.
Mulheres independentes normalmente tem um perfil que os seduz, uma vez que, assim, eles passam a dar a elas um poder a mais. Não se entregar de uma vez também faz toda a diferença, porque assim, eles querem passar mais tempo com a determinada pessoa, para conhecê-la cada vez mais. Ser imprevisível e engraçada também modifica completamente os resultados.
Fonte:https://simpatiaspoderosas
Share: