domingo, 7 de maio de 2017

Ele me traiu e a amante engravidou. E agora?

“Olá, Dr. Douglas Amorim. Sou casada há 15 anos e descobri uma traição do meu marido em agosto de 2015. Neste episódio a mulher ficou grávida! Ano passado a criança nasceu e a amante só queria que ele o registrasse. Não pediu nada além disso. Ele não vê esse filho com frequência. Até hoje, foi visitá-lo no máximo umas quatro vezes. Não consegui me separar pois eu o amo muito. Mas, isso me atormenta, porque sempre me lembro da traição e da criança. Às vezes fico pensando o porquê de não ter me separado. Por outro lado, fico imaginando e me perguntando: será que eu estaria bem sem ele? Apesar de tudo, a gente vive bem, sabe. Amo estar com ele, mas, essa traição mexe muito comigo. Tem dia que choro horrores. Por outro lado, às vezes passo um tempo sem me lembrar disso. Na verdade, o que mais me incomoda é esse filho, pois ele é um sinal claro da traição e, esse vínculo de pai e filho, vai existir quer eu queira ou não. Até pensei em engravidar de novo pra tentar mostrar que eu também posso, mas, será que valerá a pena? Será que eu não estou jogando minha vida fora ao aceitar tudo isso? Tenho muitos medos e queria uma luz de alguém que esteja de fora e olhe de outra forma para essa situação. O que devo fazer”?

Fonte: http://blogs.uai.com.br/pergunteaopsicologo

Share:

0 comentários:

Postar um comentário